Redes Sociais no Trabalho

20-03-2011 13:57

“Márcia” era secretária da diretoria de uma multinacional. Tinha quase dez anos de firma mas um dia o chefe a fez trabalhar até tarde e, cansada e desolada, abriu o seu twitter e desabafou com a frase “meu chefe é um saco, queria mesmo não trabalhar aqui”. No dia seguinte, foi demitida da empresa porque um colega de trabalho viu a frase e comentou com o patrão.

A personagem pode ser fictícia, mas a história está ficando cada vez mais comum, então é muito importante ter cuidado com o uso de redes sociais. A principal dica desse texto é quanto à exposição. Você tem rede social, seus colegas de trabalho, bem como os gerentes e diretores da empresa também, então melhor evitar constrangimento como fotos ousadas, comentários sobre festas mais descontroladas e sua vida pessoal em geral.

Com tais ações, podem comprometer uma visão de trabalho entre chefe e empregado e até mesmo gerar comentários inadequados em ambiente de trabalho quanto a sua vida particular, causando um mal estar totalmente desnecessário. Então, evitemos.

Frases degradantes sobre a empresa ou colegas de trabalho também devem ser regras na sua etiqueta social. Saiba que muitas empresas contratam ‘gerentes de redes sociais’ com o único intuito de monitorar tudo o que é falado sobre a logomarca, bem como a vida virtual dos funcionários e as informações antes escondidas podem chegar fácil a uma diretoria, causando demissão por justa causa.

O uso de redes sociais em excesso no trabalho também é de péssimo gosto. Muitas empresas já bloqueiam o acesso a tais sites através de redes internas mas, mesmo que não o tenham feito, evite. Afinal, você é pago para trabalhar e nem todo chefe verá seu ‘relax’ em horário e ambiente de trabalho como algo ‘normal’ ou ‘natural’.